Qualifying define últimas vagas em Chapecó (SC) com presença de time da casa

O primeiro dia de competições do Circuito Banco do Brasil Sub-23, em Chapecó (SC), definiu os últimos classificados à fase de grupos do torneio. Foram disputados 17 jogos, classificando quatro duplas masculinas e outras quatro femininas para a sequência da competição. Destaque para a dupla formada por Tais e Laiz (SC), que representará o estado jogando em casa. As partidas seguem nesta quarta-feira, a partir das 9h, com entrada franca na arena montada no estacionamento do Shopping Pátio Chapecó.

No torneio masculino, 16 times brigavam pelas quatro vagas. Assim, cada dupla teve que vencer duas rodadas para avançar. O primeiro time garantido foi o formado por Salvino e Sheldon (MG/RR). Eles venceram Vinícius/Daniel (RJ) por 2 sets a 1 (21/18, 20/22, 17/15), em 52 minutos, no primeiro duelo. Em seguida, novo triunfo por 2 sets a 1 (21/15, 14/21, 15/12), desta vez sobre Cabelo e Jonas Paixão (AL/RJ), em 1h01, garantindo a vaga.

Márcio e Nélio (MS/BA) tiveram um caminho mais rápido até a fase de grupos. Começaram com vitória de 2 sets a 0 (21/9, 21/14) sobre Rodolfo e Rafa (PE), em 30 minutos. Na segunda rodada, mais um 2 sets a 0 (21/17, 21/17), em 35 minutos, sobre Renan e Kevin (PB). Também avançaram Regis/Marlon (MS), que largaram com vitória por 2 sets a 0 (21/19, 21/16) sobre Gabriel /Zé (SC), em 38 minutos, e confirmaram a vaga vencendo Paulinho/Tawan (SC) por 2 sets a 1 (18/21, 21/18, 15/12), em 55 minutos.

A última equipe classificada foi a formada por Igor Borges e Gabriel Gouveia (RJ), que passaram por Tony/Gabriel Peron (SC) por 2 sets a 0 (21/14, 21/19), em 30 minutos, e Gugu/Baruk (SE), também por 2 sets a 0 (21/12, 21/8), em 27 minutos. Já estavam classificadas pelo ranking as duplas Marcondes/Murylo (GO), Arthur Lanci/Eduardo Davi (PR), Léo/George (PB), Vinícius/Matheus Baby (ES/RJ), Fernando/Allysson Lima (ES/CE), Alexandre/Maia (RJ), Pedro Henrique/Antônio Carlos (PB/RJ) e Vitor Micael/Luccas (DF).

O qualifying feminino contou com nove duplas lutando por quatro vagas e, diferente do masculino, todos os jogos foram resolvidos em dois sets, sem tie-break. Com exceção de Franciane e Bruna (SC), as outras duplas disputaram apenas uma rodada pela vaga. O primeiro time classificado foi a equipe da casa, Tais e Laiz (SC), que venceu justamente Franciane/Bruna (SC) por 2 sets a 0 (21/18, 21/14), em 34 minutos.

A segunda dupla a conquistar a vaga for Victoria/Carol (MS/SE), que venceu Ianael/Carol (SC) por 2 sets a 0 (21/10, 21/16), em 32 minutos. Anna Luisa/Carol (RS) derrotaram Ju/Fernanda (AM/RO) por 2 sets a 0 (21/15, 21/19), em 36 minutos, e também ficaram com uma das vagas. Por fim, Nayara/Sarah Marina (TO) ficaram com a quarta vaga ao derrotarem Thais/Brenda (ES) por 2 sets a 0 (21/14, 21/11), em 31 minutos.

Elas se juntam às duplas femininas que já estavam garantidas pelo ranking: Andressa/Paula Hoffmann(PB/RJ), Beatriz/Amanda (RJ), Tainá/Hegê (SE/CE), Paola/Sofia (SC/DF), Ludiane/Aretha (ES/RJ), Thamara/Maria Clara (BA/RJ), Graziele/Vitória (PR) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE).

Diferente dos Circuitos Sub-19 e Sub-21, o Sub-23 permite duplas de diferentes estados, com os times campeões sendo definidos pelo maior somatório de pontos ao final das seis etapas. Após Chapecó (SC), o Circuito Banco do Brasil Sub-23 também passará por Campo Grande-MS (9 a 11 de junho), Vitória -ES (30 de junho a 2 de julho), Rio de Janeiro-RJ (4 a 6 de agosto), Salvador-BA (8 a 10 de setembro) e Brasília-DF (13 a 15 de outubro).

A competição foi criada no final de 2011, com a etapa de estreia ocorrendo em João Pessoa, em março de 2012. O Sub-23 foi lançada visando dar mais um passo a favor do fortalecimento das categorias de base do vôlei de praia brasileiro, promovendo uma integração ao profissional. Na última temporada, Sandressa/Amanda (AL/RJ) e Anderson Melo/Ramon Gomes (RJ) foram os grandes campeões.

Confira também

Tenista italiano ameaça árbitro em discussão após derrota: “Eu te mato”

Número 317 do mundo, o italiano Giulio Zampieri, algoz do brasileiro Felipe Meligeni nas oitavas, …