Projeto sobre eleições para diretores em escolas estaduais é retirado

Centenas de educadores comemoraram a retirada do Projeto de Lei 48/2015, do Poder Executivo, que trata sobre o processo de eleição para diretores nas escolas da Rede Estadual de Ensino, em tramitação na Assembleia Legislativa. A decisão do governo do Estado foi motivada pela mobilização dos servidores que lotaram o plenário da Casa de Leis no intuito de barrar a matéria. “Recebo com surpresa a retirada da proposta, porém considero uma medida sensata. O projeto do Executivo restringia o acesso da comunidade escolar na escolha dos diretores”, disse o deputado estadual Pedro Kemp (PT).

Kemp apresentou emendas para alterar, entre outras coisas, o processo de eleição dos diretores nas escolas estaduais. Permitir que servidores efetivos de cargos administrativos graduados em cursos de licenciatura também possam concorrer às eleições para direção estava entre as propostas do parlamentar. “Vamos retomar as discussões sobre o projeto e buscar um consenso entre as partes”, salientou o líder do governo na Casa, deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB).

O presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, afirmou que o projeto era um retrocesso ao excluir membros do setor administrativo nas diretorias e agradeceu o apoio dos parlamentares. “Neste momento está predominando a razão nesta Casa. É desta forma que vamos construir uma democracia sadia em Mato Grosso do Sul”, salientou Botareli.

Confira também

Vereador executado em Ponta Porã será velado neste sábado

O vereador por Ponta Porã, Farid Afif (integrante do então partido DEM que se transformou …