Pastor de MS volta ao Nepal para ajudar vítimas de terremoto

O pastor Yuri Breder, de 31 anos, de Campo Grande, irá retornar ao Nepal nesta sexta-feira (8) para ajudar como missionário as vítimas do terremoto que abalou o país em abril. Ele deve se unir a um grupo que presta trabalho de apoio aos sobreviventes.

O destino de Breder é a capital, Katmandu, cidade mais atingida pelos tremores. Lá ele vai se unir ao cunhado, Filipe Bittencourt do Nascimento, de 26 anos, que atua como missionário desde fevereiro de 2015.

Breder, que é fisioterapeuta, já esteve no Nepal há 4 anos também trabalhando como voluntário. Dessa vez ele deve ficar 10 dias no país.

Ao G1, Breder comenta sobre o sentimento de voltar ao Nepal, agora com outro cenário. “É triste, mas eu me sinto honrado por participar dessa missão”, diz confiante. Segundo ele, a formação como fisioterapeuta irá auxiliá-lo no trabalho de apoio às pessoas.

A esposa do pastor, Caroline Breder, de 31 anos, disse ao G1 estar confiante e acredita que vai dar tudo certo. “Sempre bate aquela dúvida, mas eu estou sempre pedindo a Deus para ajudar”,

O terremoto de 7,8 graus de magnitude atingiu o país no dia 25 de abril e destruiu grande parte de Katmandu e muitos vilarejos próximos ao epicentro, registrado a 70 Km da capital. O tremor foi o maior já registrado desde 1934. Os mortos pelo terremoto chegam a 7.557 mortos e 14.409 feridos.

fonte  g1

Confira também

Bolsonaro se filia ao PL e diz querer compor bancadas para “fazer melhor para o Brasil”

Após dois anos sem estar em um partido político, o presidente Jair Bolsonaro assinou sua filiação ao Partido …