Parceria entre Ministério do Esporte e CBC beneficia clubes de Porto Alegre

Os clubes gaúchos Grêmio Náutico União, Veleiros do Sul e Sogipa ganharam importantes reforços na noite desta quinta-feira (30.04). Depois das agremiações de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba foi a vez das entidades de Porto Alegre receberem recursos da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) para projetos de formação de atletas. O ministro do Esporte participou da cerimônia de assinatura dos convênios e destacou a importância destas instituições para massificar a prática esportiva no país.

“O Ministério tem nesses grandes parceiros peças fundamentais para transformar o Brasil em uma grande potência esportiva. Os clubes são a base principal da propagação dos esportes. As federações e confederações estão mais focadas nos atletas profissionais, de alto rendimento. Os clubes têm a visão de chegar à base, cooptar a criança e prepará-la”, comentou George Hilton, que pretende ampliar o horizonte de clubes beneficiados. “São 16 clubes que já estão recebendo esses recursos, mas a ideia é ampliar esse número e, principalmente, levar essas parcerias para outras regiões do país, como o Norte e o Nordeste”.

O evento de descentralização das verbas ocorreu no clube Veleiros do Sul, que recebeu R$ 1,2 milhão da CBC. “Nosso projeto é para a formação de atletas de base, para a aquisição de materiais e equipamentos, velas, barcos de formação, barcos de entrada, que atende aos jovens entre oito e 15 anos. Estamos trazendo 25 barcos, porque são equipamentos importados. É um esporte que acaba tendo uma dificuldade de divulgação e de ampliação da base, por questões de custos”, explicou Eduardo Ribas, presidente da agremiação.

Um dos beneficiados será o bicampeão brasileiro Tiago Quevedo, 14 anos, que compete na Classe Optimist. Com o sonho de um dia ser campeão olímpico, ele conta que o interesse pela vela começou por influência da família e que o apoio do clube é fundamental no desenvolvimento da carreira. “A família do meu pai tem uma tradição aqui no clube. Quando eu era menor, me traziam aqui, eu olhava os barquinhos e me interessei. Comecei a fazer escola de vela e deu no que deu. Sempre foi o meu pai que me financiou e o clube, que ajuda muito na questão dos barcos, transporte e apoio técnico”.

Outra entidade beneficiada é o Grêmio Náutico União, que terá R$ 973 mil para formação de atletas olímpicos na natação, vôlei, basquete, esgrima, remo, ginástica artística e rítmica, tênis e judô. Francisco Miguel Schimidt, presidente da agremiação fundada em 1906, revelou que os recursos serão usados na compra de equipamentos e na reforma da academia do clube. “Esse convênio é o primeiro de outros tantos que esperamos assinar e que vem em boa hora para a preparação dos nossos atletas. Esses recursos serão investidos na aquisição de equipamentos e na modernização da academia. Hoje, com a descentralização da verba, iniciamos uma nova etapa”.

Confira também

Mercedes lança parceria para aumentar diversidade racial na F1

Em continuidade aos esforços em prol da diversidade na Fórmula 1, a Mercedes anunciou uma …