Gaeco entra no caso de pedofilia, e já investiga os 10 políticos envolvidos

Após acordo de delação premiada, o Gaeco (Grupo Armado de Combate ao Crime Organizado) entra de vez nas investigações relacionadas ao escândalo sexual infantil que envolve políticos de Campo Grande (MS).

O juiz da 7ª Vara Criminal de Campo Grande, Marcelo Ivo de Oliveira concedeu a delação premiada a Fabiano Viana Otero, que está preso na DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) desde domingo (26). Segundo a decisão de Marcelo Ivo, Otero terá o beneficio em troca prestará auxilio as autoridades a investigar o envolvimento de mais pessoas no esquema de exploração sexual, Fabiano se encontra neste instante na sede do Gaeco, onde presta depoimento.

O CASO

Segundo o delegado Paulo Sergio de Souza Lauretto, responsável pelo Operação que desarticulou o esquema de exploração sexual em Campo Grande, confirmou, que além de Otero revelar a terceira adolescente, disse também, como provou em vídeos, fotos, mensagens e áudios, existir mais 10 políticos e empresários no escândalo.

Fabiano Otero é acusado de aliciar adolescentes e promover gravação de vídeos de encontros delas com políticos e ainda de extorsão.

Confira também

Termina dia 11 prazo de inscrição para concurso de procurador do Estado, com salário de R$ 25 mil

Termina no próximo dia 11 o prazo de inscrições para o concurso público para o …