FAE recebe 270 projetos, e Funesp analisa documentos

A Fundação Municipal de Esporte recebeu 270 projetos de atletas e entidades esportivas solicitando o Fundo de Apoio ao Esporte em 2015. As modalidades que mais apresentaram projetos foram judô com 79, seguido de atletismo 41 e karatê com 28 inscritos, porém outras modalidades como natação, beach tennis, jiu jitsu, kung Fu, canoagem, ginástica, boxe, taekwondo, tênis de mesa, ciclismo, bicicross, vôlei de praia, luta olímpica, handebol, futebol americano, futsal, basquete, automobilismo, futebol society e paradesporto também apresentaram projetos.

Os projetos já começaram a ser avaliados pela comissão gestora que este ano adotou um sistema de pontuação por competição, conforme disponível na cartilha de orientação do FAE 2015. A comissão gestora é composta por sete membros, sendo dois representantes do município, quatro presidentes de federações e um representante da Federação da Indústria e Comércio, que foram definidos em 2013 e ficam até 2016.

O FAE pretende auxiliar cerca de 150 atletas e entidades esportivas, sendo no mínimo 20% de atletas mulheres e 10% de paratletas. Para o atleta Jonathan Taira, 18 anos, atual campeão Pan Americano e Sul Americano de Karatê, acredita que o FAE é auxílio para viagens e competições e também um reconhecendo. “Eu já consegui o recurso em outros anos e me ajudou muito. Independente da quantia, o valor ajuda a comprar passagens, pagar inscrições e viagens, além de ser um reconhecimento pelo nosso esforço, nossa dedicação e nossas vitórias”. O atleta que treina cerca de 3h por dias busca ir para o mundial e ser campeão. “Minha próxima competição é o Sul Americano em junho na Categoria sênior menos de 60 kg, e meu sonho é voltar campeão do mundial”.

Para o diretor-presidente da Funesp, José Eduardo Amancio da Mota, o FAE é fundamental para o atleta e para o desenvolvimento do esporte. “O recurso é um auxilio para os treinamentos e competições do atleta que leva o nome de Campo Grande e do Estado para outros locais, sabemos que cada investimento em atletas trás retorno de medalhas, troféus e reconhecimento nacional”.

Sobre a Lei

O Fundo de Apoio ao Esporte foi criado pela Lei Municipal 3.366 de 23/09/1997 e regularizada pelo decreto número 7.690 de 04 de agosto de 1.998, para dar apoio financeiro aos atletas e equipes de Campo Grande proporcionando-lhes, condições para melhoria do seu desempenho físico e técnico, buscando alcançar melhores resultados em competições internacionais, nacionais, regionais (Centro Oeste) e estaduais. Em 2014 foram aprovados 208 projetos sendo 25 de entidades e 183 de atletas.

Confira também

Análise: Inter supera susto, fica a um ponto da liderança e dá peso de final para jogo com São Paulo

A sexta vitória seguida do Inter no Brasileirão – novo recorde do técnico Abel Braga …