Azambuja assina licença para fábrica de móveis de madeira em Água Clara

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja assinou, na Governadoria, a licença prévia para a instalação de uma fábrica de estruturas de madeiras e móveis, no município de Água Clara, do grupo Asperbras, empresa que atua em diversos segmentos entre eles a montagem de projetos industriais, construção e incorporação imobiliária. Na avaliação de Azambuja, a fábrica é só mais uma confirmação de que Mato Grosso do Sul é um dos estados mais atrativos para novos investimentos.

Segundo um dos proprietários da Asperbras, Francisco Colnaghe, o início das atividades da fábrica está previsto para janeiro de 2017 e a empresa deverá gerar durante o ápice das obras cerca de 700 empregos. “Mas na primeira linha quando começarmos a operar devemos gerar algo entre 100 e 150 empregos diretos”.

Para o prefeito Silas José, o empreendimento é de extrema importância para Água Clara. “ Acredito que este projeto só trará benefícios e além de elevar a autoestima da população local vai criar uma nova perspectiva de futuro nas pessoas, vai melhorar a geração de renda e o número de empregos. Naturalmente a indústria tem uma visão social muito grande e vamos fazer parcerias com o Grupo. A diretoria já sinalizou nesse sentido e com essa parceria vamos melhorar a saúde, a educação e a assistência social”, destacou.

Para a construção da fábrica de placas de fibra de madeira de média densidade (MDF e MDP) serão investidos R$ 304 milhões e a média de produção da empresa será de 200 mil m3 de placas por ano. Mas a intenção é expandir para uma segunda linha a fim de produzir 460 mil m3 por ano e chegar a um faturamento de R$ 170 milhões ano.

Participaram da solenidade de assinatura os sócio-proprietários da Asperbras, José Roberto Colnaghe e Francisco Colnaghe Neto; o diretor comercial da Asperbras, Mário Gavinho; o gerente administrativo e comercial da Asperbras, Willian Alves Jorge; o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck; o diretor de Licenciamento do Imasul, Ricardo Eboli; os deputados estaduais Márcio Fernandes e Ângelo Guerreiro e a deputada federal, Tereza Cristina Correa da Costa Dias.

Confira também

MS já soma 127 notificações de dengue em 2021

O SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou, nesta quarta-feira (13), o primeiro boletim epidemiológico de …