São Paulo reativa time de futebol feminino e ministro elogia iniciativa

O São Paulo Futebol Clube vai reestrear a equipe de futebol feminino contra o São Bernardo, no próximo domingo (19.04). O anúncio foi feito pelo presidente do tricolor paulista, Carlos Miguel Aidar, após encontro com o ministro do Esporte no estádio do Morumbi. George Hilton elogiou a iniciativa e afirmou que o clube se antecipou a uma das contrapartidas exigidas na MP para modernizar a gestão e a responsabilidade do futebol brasileiro, assinada pela presidenta Dilma Rousseff em 19 de março.

“O São Paulo se antecipou à MP e já forma um time de futebol feminino. É importante para nós que o futebol adote medidas para modernizar a gestão e que promova a inclusão social. Viemos fazer uma visita, como faremos em outros clubes, porque aqui vemos um modelo de gestão eficiente. A proposta é avançar na base e na formação de atletas, que é um dos pontos que queremos com o Sistema Nacional de Esporte”, destacou Hilton.

O mandatário tricolor contou como surgiu a ideia de reativar o time feminino e elogiou a qualidade das jogadoras treinadas por Marcelo Frigério. “Fui à Federação Paulista em uma ocasião em que o ministro estava apresentando projeto de desenvolvimento do futebol feminino e de base. Em uma feliz coincidência, o nosso diretor de marketing apresentou uma proposta de termos uma equipe feminina com parcerias, sem custos. O que faríamos é dar o nome, a marca, uniforme para o time, que seria 100% patrocinado. Fechamos o projeto e fizemos a seleção de atletas”.

O técnico e três atletas do elenco são-paulino foram apresentados à imprensa no gramado do Morumbi. Uma das jogadoras é a meia Samia Pryscila, 28 anos, que bateu bola com o ministro no gramado do estádio tricolor. Ela e a volante Djenifer Becker, 19 anos, são recém-chegadas do Kindermann, time de Santa Catarina que acabou de levantar o troféu da Copa do Brasil.

“A ideia é muito boa e esperamos que vá para frente. Com grandes times apoiando, o futebol feminino só tende a crescer. Ganhamos em visibilidade e a tendência é que outros clubes de camisa também se interessem pela modalidade”, projetou Becker.

A atacante Giovanna Crivelari, 22 anos, elogiou a estrutura oferecida às jogadoras. “São poucos clubes com estrutura própria e aqui temos um Centro de Treinamento em Barueri com todas as condições necessárias”, concluiu.

Nesta terça-feira (14.04), o ministro participará da reativação de outra equipe de futebol feminino de um clube de grande torcida no Brasil: o Santos Futebol Clube. As “Sereias da Vila”, como ficou conhecida a equipe que conquistou a Libertadores da América tendo Marta no elenco, fará um amistoso contra a Portuguesa de Desportos, às 15h, na Vila Belmiro.

Confira também

Vasco apresenta balanço financeiro e anuncia dívida superior a R$ 800 milhões

Em evento inédito no clube, o Vasco realizou uma coletiva – em forma on-line – …