Mundial de Canoagem Slalom Sub 23 e Júnior tem início em Foz do Iguaçu

O Campeonato Mundial de Canoagem Slalom Júnior e Sub 23 começou nesta quarta-feira (22.04) no Canal Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR), com as disputas eliminatórias do C1 masculino e feminino Sub 23, K1 masculino Sub 23, C1 masculino e feminino Júnior e K1 masculino Júnior. A competição acontece até domingo e envolve mais de 380 atletas de 36 países.

Para o diretor da comissão de estratégia olímpica da Federação Internacional de Canoagem, Thomas Konietzko, o desenvolvimento da Canoagem Brasileira na última década é evidente. “Estou feliz com o sistema de desenvolvimento adotado no Brasil, fato que dará mais oportunidades na Canoagem Slalom e na Canoagem Velocidade para o Brasil lutar por medalhas no ano que vem”, disse.

Eliminatórias Sub 23
A primeira eliminatória do dia foi no C1 masculino Sub 23 e quem marcou o melhor tempo foi o britânico Adam Burgess com 93.56. Nesta categoria passaram para a semifinal os 30 melhores tempos da eliminatória, que contou com grande presença de atletas da Grã-Bretanha, Argentina, Itália, República Tcheca e Brasil.

Depois, foi a vez das mulheres do C1 feminino Sub 23, prova onde a britânica Kimberley Woods marcou o melhor tempo da eliminatória (106.85). Destaque para as canoístas da Grã-Bretanha, Austrália, Espanha, República Tcheca e Brasil. Passaram para a semifinal os melhores 20 tempos da eliminatória.

A brasileira Ana Sátila gostou da estreia com vaga na semifinal. “Eu me preparei bastante para este Mundial. É a primeira vez que encaro a disputa pelo Sub 23 e estou muito motivada por ser no Brasil”, concluiu.

Para fechar o período da manhã, o K1 Masculino Sub 23 mostrou ao público que a categoria será uma das mais disputadas do evento. Quem levou a melhor no dia foi o brasileiro Pedro Henrique da Silva com o tempo limpo de 85.64. Na semifinal passaram os melhores 40 tempos, com destaque para os canoístas do Brasil, República Tcheca, Canadá, Polônia e Austrália.

Pedro, mais conhecido como Pepê, que ficou em 9º lugar no Mundial Sub 23 de 2014, na Austrália, comentou sua estreia. “O nível da competição está alto, com atletas que disputam campeonatos na categoria sênior. Queria dar um bom início na competição, mas não esperava ganhar a primeira prova”.

Eliminatórias Júnior
Pela tarde, aconteceram as disputas das eliminatórias na categoria Júnior. No C1 Masculino, destaque para o tcheco Vaclav Chaloupka que dominou a eliminatória garantindo o melhor tempo com 96.22. Os canoístas da Alemanha, Austrália, Brasil e Grã-Bretanha também se destacaram. Passaram para a semifinal os 30 melhores tempos da categoria.

No C1 Feminino Júnior, a jovem espanhola Klara Olazabal garantiu o melhor tempo da eliminatória (110.76) das vinte atletas que passaram para a semifinal. Destaques também para as canoístas da Alemanha, Austrália, França e Brasil.

Para fechar o primeiro dia de competição, aconteceram as eliminatórias do K1 masculino Júnior e quem levou a melhor foi o tcheco Alexandr Maikranz com o tempo de 88.02. Os canoístas eslovacos, franceses e poloneses também se destacaram na eliminatória que classificou os melhores 40 tempos para a semifinal.

Canal Itaipu
O Canal Itaipu tem 430 metros de extensão e varia de 8 a 25 metros de largura, com cerca de 1,2 metros de profundidade. O local já recebeu o Mundial de Canoagem Slalom Sênior 2007 e o evento classificatório para os Jogos Olímpicos Pequim 2008.

O tcheco Jiri Prskavec, um dos principais nomes do K1 Masculino no mundo, gostou do que viu no Brasil. “Eu gostei do canal brasileiro. É raso em algumas partes, mas acho que o designer de circuito fez um bom trabalho porque as balizas estão muito bem colocadas, então acho que o circuito está muito bom”, completou.

Confira também

Com dores, Mike Tyson prevê exibições a cada 2 meses

Mike Tyson foi para a entrevista coletiva, após a exibição diante de Roy Jones Jr., …