Lutador que matou eletricista em quarto de hotel presta depoimento na 1ª DP

O lutador Rafael Martinelli Queiroz, 27 anos, presta depoimento na 1ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. Ele é acusado de ter espancado até à morte o eletricista Paulo César de Oliveira, 49, na noite do último sábado (18), em um hotel no Bairro Amambai. O delegado Miguel Said, responsável pelas investigações, interroga o autor.

Após discutir com a namorada por ciúmes, Rafael passou a agredi-la em um dos quartos do hotel, na Avenida Afonso Pena, onde estavam hospedados. Amedrontada, a mulher de 24 anos fugiu pelos corredores pedindo ajuda, e foi perseguida. Durante o trajeto, enquanto destruía tudo o que via pela frente, Rafael se deparou com Paulo César observando pela fresta da porta, e o atacou violentamente, matando-o. Ele foi preso em flagrante.

O lutador paulista, natural de Araçatuba (SP), mas radicado em Valparaíso (SP), foi campeão mundial em 2008 e era considerado um exemplo dentro dos tatames. Ele estava em Campo Grande para participar da 2ª edição do Indoor Black Belt de Jiu-Jitsu, evento realizado pela FJJDMS. No entanto, por apresentar certo descontrole emocional no dia do combate, foi barrado pela organização.

Confira também

Citado em escândalo do TCE-MS ficou preso por narcotráfico, mas foi absolvido

Citado em despacho do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que sustentou a deflagração da Operação …