Hospital de Anastácio é referência em saúde na região

Um grande avanço para a saúde e grande conquista para os munícipes de Anastácio é o Pronto Atendimento no Hospital de Anastácio. Sob a presidência e direção do administrador Aguinaldo Gonçalves Estadulho, a Associação Beneficente Ruralista ABRAMASTACIO considerada Hospital de pequeno porte possui 26 leitos todos climatizados.

O hospital recebe recursos do governo federal, incentivo do Estado e a maior parte da administração municipal “o incentivo do governo federal é composto de metas quantitativas (quantidade de atendimento /mês) e qualitativas (qualidade no atendimento) neste último vários itens a cumprir, tais como: higiene, atendimento, capacitação dos colaboradores, humanização de atendimento. Não é fácil alcançar a meta estipulada, mas conseguimos graças ao empenho dos funcionários médicos e colaboradores e com isso conquistamos 100% das metas qualitativa e quantitativas”, explicou Aguinaldo.

Aproximadamente 1300 internações/ano e média 2250 atendimentos/mês apenas no pronto atendimento, o Hospital realiza diversas cirurgias eletivas dentre elas hérnia, varizes, vesícula, apendicite, hemorroidas, laqueadura e vasectomia. Com um custo médio mensal de R$ 30 mil com materiais e medicamentos, fora os utilizados no pronto atendimento. “Mesmo diante das dificuldades procuramos melhorar, paulatinamente, o atendimento aos munícipes com a ajuda indispensável do município”, enfatizou o presidente.

Há 10 anos na direção do Hospital, Aguinaldo ressalta que o Pronto Atendimento funciona das 18 às 6 horas e sábados, domingos e feriados 24 horas. “O pronto Atendimento tem sim seus problemas, assim como o hospital, mas são poucos diante do volume de atendimentos que são realizados”, frisou.

Fazem parte do quadro do hospital 49 funcionários, 10 técnicos de enfermagem e 5 enfermeiros e o corpo clinico formado pelos os médicos Aldemir Fernandes Filho, Laudson Spada, Gideão Cabral, Essi Rafael, Vitor Maksoud, Ricardo Carpejani, Raquel Eduarda, Dalila Caroline, Rafael Leal, Gabriela Alcântara e Bárbara Borges.

Com a colaboração indispensável dos funcionários priorizamos a qualidade no atendimento aos pacientes, buscando, se não todo suprimento necessário pelo menos o alento para atingirmos metas razoáveis, dando a nossa população carente, o mínimo de um atendimento digno.

Confira também

Prefeitura de MS suspende adicional por calamidade a servidores que atuam contra Covid-19

A Prefeitura de Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande, decretou a suspensão do pagamento …