FETEMS anuncia: 15 de maio é a data limite para o Governo cumprir Lei de valorização

Na Semana Nacional da Educação, juntamente com o debate sobre a implantação dos Planos Nacional, estadual e municipais de Educação, a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) lança a campanha: “Dia 15 de maio é o limite – A luta pela Educação não para”, com o intuito de pressionar o Governo do Estado a cumprir leis que visam à valorização dos profissionais do ensino público.

De acordo com o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, a FETEMS fez um acordo com o Governo do Estado, aprovado em Assembleia Geral da categoria, instância maior da Federação e alguns pontos precisam ser emergencialmente cumpridos, pois se não a categoria vai se mobilizar. “Historicamente só avançamos mobilizados e unidos, a FETEMS está mais do que acostumada a ir para a luta pelos direitos dos trabalhadores em educação, obviamente que gostaríamos de resolver as questões no dialogo, mas a categoria cansa de esperar e temos que dar respostas concretas, por isso lançamos a campanha ‘Dia 15 de maio é o limite’”, disse.

A FETEMS está cobrando do Governo o cumprimento do pagamento dos 10,98%, a porcentagem que falta para integralizar os 25,42% de reajuste dos professores, conforme assegura a Lei 4.464/2013, o pagamento de 1/3 da hora-atividade, estabelecido pela Lei complementar 165/2012 e um reajuste digno aos funcionários administrativos da educação, que possuem sua data base em maio.

O presidente da FETEMS disse ainda, que além das questões chaves da campanha, ditas acima, outros pontos também precisam de um posicionamento mais firme do Governo e fazem parte dos impasses da entidade com o poder público estadual. “Temos estes três pontos centrais que não avançaram, mas também temos a questão das eleições de diretores e os retrocessos apresentados pela Secretaria de Educação (SED), a questão das convocações que a SED continua tratando como uma verdadeira caixa preta, enfim, queremos mais transparência do atual Governo, que a nosso ver, começa muito mal sua administração no quesito valorização e avanços na educação pública. Se for preciso endurecer vamos fazer isso”, afirma.

O material da campanha já está na internet e também foi encaminhado para todo o Estado, através dos sindicatos de base filiados a Federação.

Confira também

Com Junho Vermelho, Hemosul abre durante o dia todo neste sábado

As ações de incentivo à doação continuam durante todo o mês de junho e agora …