Entidade de MS promove a 6ª edição do Show de Carcaça

Evento será realizado entre os dias 23 e 24, no JBS, em Campo Grande.
Serão premiados criadores que produziram os melhores animais.

A Novilho Precoce MS, entidade que reúne os criadores que produzem bovinos que atingem em tempo minimo peso para abate, promove nesta quinta e sexta-feira, dias 23 e 24, no frigorífico JBS, em Campo Grande, o abate técnico da 6ª edição do Show de Carcaça. Até a primeira quinzena de abril, a entidade já tinha confirmado 48 lotes, com escala de 1.360 animais para o abate.

Segundo a Novilho Precoce, neste ano, além de novilhas e machos castrados, o evento contará também com animais da raça angus, para atender uma demanda do mercado consumidor.

“A cada ano implementamos desafios e agregamos novas oportunidades para troca de experiência entre os associados. Certamente teremos mais um grande evento de avaliação de animais de qualidade”, garante o presidente da entidade, Carlos Furlan.

O julgamento dos lotes contará novamente com a supervisão dos professores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Pedro de Felício e Sérgio Bertelli Pflanzer Junior. Para chegar ao resultado da premiação, serão utilizados três critérios: acabamento, idade e peso.

Conforme a entidade, todo volume abatido no Show da Carcaça será destinado a 77ª edição da Exposição Agropecuária de Campo Grande (Expogrande), que será realizada entre os dias 23 de abril a 3 de maio no parque de exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande.

Premiação
O resultado do abate técnico e a premiação dos melhores produtores serão anunciados no dia 4 de maio na Casa Rural, sede da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul(Famasul). Os cinco melhores de cada categoria (macho e fêmea), além do produtor destaque na imunocastração, ganharão uma viagem para os Estados Unidos no segundo semestre deste ano com roteiro técnico desenvolvido pela Novilho Precoce MS e pela JBS.

Na edição do evento, em 2014, 40 produtores participaram do Show de Carcaça. Foram abatidas 1.656 cabeças. O peso médio dos animais foi de 15 arrobas para a novilha e 18,7 arrobas para o macho castrado. O preço médio pago foi de R$ 117,60 a arroba da vaca e R$ 124,18 a arroba do boi. O faturamento dos produtores com o abate foi de R$ 3,5 milhões.

Confira também

Ministério da Saúde libera R$ 17,9 milhões para MS

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 17.952.000,00 a unidades de saúde de …