Conselho Gestor do Geopark Bodoquena-Pantanal realiza primeira reunião

A primeira Reunião do Conselho Gestor do Geopark Bodoquena-Pantanal em 2015 reuniu representantes de várias instituições, entre universidades, institutos educacionais e culturais, prefeituras dos 13 municípios da região do Geopark, do Governo do Estado, Fundect e Fundtur.

Durante a reunião foram apresentados os resultados de 2014, o Plano de ação para 2015/2016 e a participação no Festival América do Sul e o Festival Inverno de Bonito, além do lançamento do programa Geopark Móvel.

O prefeito Jun participou da abertura da reunião onde agradeceu pela oportunidade dada ao município em sediar esta importante reunião e falou da satisfação em participar do Geopark desde a sua criação. ”Testemunhamos a criação do Geopark, em 2009 e eu vejo com satisfação esse movimento em torno dele, pois o turismo cientifico é muito importante para a conservação da história e atrai estudiosos do mundo todo”, ressaltou.

Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo, é preciso um diagnóstico dos potenciais do Estado. “Estamos organizando este levantamento que abrangerá os 79 municípios e a partir disso, formataremos novos roteiros integrados. Existe um potencial histórico-cultural, um importante espaço com áreas de patrimônio natural que precisa ser estruturado”.

O projeto do Geopark Bodoquena Pantanal tem uma área de 39.700 km², abrangendo os territórios dos municípios de Bonito, Bodoquena, Ladário, Corumbá, Jardim, Nioaque, Bela Vista, Porto Murtinho, Miranda, Aquidauana, Anastácio, Caracol e Guia Lopes da Laguna.

Fazem parte do Geopark 54 áreas denominadas geossítios, envolvendo fazendas, lagoas, grutas e nascentes de rios. Um dos objetivos é garantir que de todo esse patrimônio cultural e natural seja reconhecido mundialmente como parte integrante da rede mundial do Programa Geopark-Unesco, atraindo assim a comunidade científica mundial e a visitação turística com fins educacionais, científicos, culturais, de fruição e conservacionistas.

O Georpark foi criado pelo Decreto estadual nº. 12.897/09, porém, ainda aguarda seu reconhecimento perante a Unesco. Por enquanto, o único geopark reconhecido oficialmente pela Unesco no Brasil é o Araripe, no Ceará.

Participaram da reunião além do prefeito Jun,Marcelo Turine, Secretário Executivo do GEOPARK; Ataíde Nery, Secretário Estadual de Turismo, Cultura, Empreendedorismo e Inovação; Nelson Cintra, Presidente da Fundação de Cultura do Estado; Arsênio Martins, presidente da Câmara de Bodoquena; além de vereadores e secretários.

Confira também

Com previsão de tempestade em Campo Grande, Marquinhos faz apelo: ‘fiquem em casa

O prefeito Marquinhos Trad fez um apelo para a população diante da previsão de fortes …