Caravana da Saúde chega a 10,5 mil procedimentos e prepara edição em Ponta Porã

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja divulgou nesta segunda-feira (13) os resultados obtidos na primeira edição da Caravana da Saúde realizada no dia 29 de março no município de Coxim. A apresentação ocorreu durante a solenidade de agradecimento às instituições parceiras que integram a Caravana da Saúde. A solenidade contou com a presença do secretário de estado de saúde Nelson Tavares, coordenadores da Caravana da Saúde, do prefeito de Coxim Aluízio São José e representantes das instituições parceiras do programa.

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja o programa obteve resultados positivos superando as expectativas para a microrregião de Coxim. No total de atendimentos a Caravana da Saúde registrou 2.333 pessoas nos diversos serviços oferecidos, sendo realizados 10,5 mil procedimentos entre eles cerca de 900 cirurgias gerais e oftalmológicas.

“O maior ponto positivo foi realizar 10,5 mil procedimentos, sendo cerca de 900 cirurgias realizadas somente nesta primeira etapa, onde a nossa previsão seria de 600 cirurgia para a região de Coxim. Isso mostra a demanda regional acumulada recebendo um cuidado especial para que seja atendido. Além disso contamos com uma estrutura deixada para o município de Coxim que conta a partir de agora com novos equipamentos no Hospital Regional. Tivemos pontos negativos, porém servirão de instrumentos para que possamos corrigi-los na segunda edição que começa no dia 30 de abril no município de Ponta Porã”, disse o governador.

A primeira edição da Caravana contou com 385 voluntários auxiliando nos atendimentos fornecidos em Coxim. Para o secretário de estado de saúde, Nelson Tavares, a primeira edição do programa alcançou superou as expectativas e servirá de exemplo para que a edição de Ponta Porã possa alcançar os mesmos resultados. “Conquistamos um saldo muito positivo em Coxim e estamos nos preparando para uma demanda maior na Caravana que seguirá para Ponta Porã. Teremos a reestruturação através de novos leitos de UTI, atendimentos em urologia, colonoscopia e uma previsão de 2 mil cirurgias.”, destacou o secretário de saúde.

Confira também

MS é 1° no Centro-Oeste e 7° no ranking nacional de ambiente e potencial de negócios

Com investimentos, desburocratização e política de incentivos fiscais, Mato Grosso do Sul lidera a região …