Brasileiro condenado na Indonésia acredita que não morrerá

Segundo seu advogado, Rodrigo Gularte está em estado “delirante” e acredita que a pena de morte foi abolida naquele país

O brasileiro Rodrigo Gularte, condenado à morte na Indonésia, disse que a pena acabou e ele será solto em breve, afirmou seu advogado, Ricky Gunawan, segundo informações da Folha de S. Paulo. O brasileiro está na prisão de Besi, aguardando a execução, que pode ocorrer a qualquer momento a partir da noite de terça-feira.

 Foto: BBCBrasil.com
Rodrigo Gularte pode ser executado a qualquer momento a partir de terça-feira

Foto: BBCBrasil.com

“Ele disse que há uma conferência em Jacarta para abolir a pena de morte em todo o mundo e que ele será salvo”, disse o advogado.

Segundo Gunawan, Gularte está em estado “delirante”, dizendo frases desconexas. Quando questionado sobre seu último desejo, o brasileiro começou a rir em referência aos três desejos do personagem Aladim, contou o advogado.

Rodrigo tem esquizofrenia constatada por dois laudos.

O advogado entrará nesta segunda-feira com um novo recurso sob o argumento de que pessoas com doenças mentais não podem ser responsabilizadas por seus atos, conforme o Código Penal da Indonésia.

Gularte foi condenado à morte por tráfico de drogas, após tentar entrar na Indonésia com 6 kg de cocaína.

Confira também

Terremoto mata pelo menos 20 no Paquistão

Um terremoto de magnitude 5,7 atingiu o sul do Paquistão nas primeiras horas desta quinta-feira …