Blocão indica deputados titulares e suplentes para a CPI da Enersul

Em reunião na manhã desta quarta-feira (1/4) os parlamentares que compõem o Blocão, formado pelos partidos PDT, PTdoB, PEN, PSB, PR e DEM, indicaram os deputados estaduais para compor a CPI da Enersul. Para titulares foram escolhidos Paulo Corrêa (PR) e Beto Pereira (PDT), para suplentes Mara Caseiro (PTdoB) e Barbosinha (PSB).

Eles integrarão a Comissão Parlamentar de Inquérito que também terá como membros pelo PT o deputado estadual Pedro Kemp como titular e João Grandão como suplente, representando o PSDB estão os deputados Onevan de Matos para titular e Flávio Kayatt suplente, já o titular do PMDB será o deputado estadual Marquinhos Trad e o suplente escolhido foi o deputado Renato Câmara. Agora, os membros deverão se reunir para escolher o presidente e vice-presidente que conduzirão os trabalhos da comissão.

No entanto, Paulo Corrêa já adiantou que colocará seu nome à disposição para presidir a comissão. Ele justificou que em 2007 presidiu a CPI da Enersul que, na época, teve como finalidade investigar os fatores determinantes da elevação tarifária de energia elétrica, praticada pela Enersul (Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul). “Vou buscar ser presidente com objetivo definido, acredito ter muita bagagem sobre o assunto e posso contribuir na averiguação dos fatos”. salientou.

No dia 18 de março o deputado estadual Marquinhos Trad apresentou um requerimento solicitando a instituição da CPI para apurar desvio de R$ 700 milhões e existência de uma folha confidencial para pagar mensalmente 35 pessoas físicas e jurídicas, configurando uma espécie de mensalão, entre os anos 2010-2015.

O parlamentar explicou que a necessidade de se constituir a CPI partiu da reunião com a cúpula da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em Brasília (DF). “Apresentei para eles documentos de uma auditoria realizada em 19 de agosto de 2013 e que apontou desvio de R$ 700 milhões na Enersul e a existência de um mensalão a 35 pessoas”.

Confira também

Sabatina de Mendonça pode ser resolvida na CCJ, diz Pacheco sobre impasse

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco(DEM-MG), afirmou nesta quarta-feira (13) que acredita que o impasse …