“Queremos chegar a todos os advogados do Estado”, diz presidente da Caixa de Assistência dos Advogados

Por ser uma admiradora do embate político, a advogada e atual presidente da CAAMS (Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso do Sul), Denise Tiosso Sabino, sempre viu na carreira jurídica não somente uma paixão, mas uma vocação. Nascida em Passos, no interior de São Paulo, ela veio aos 14 anos para Campo Grande e, na vida adulta, se engajou na área bancária, mas sempre sonhando com a carreira do Direito. Quando foi morar em Dourados, decidiu encarar o desafio e realizar seu sonho: ser advogada. “Eu sempre quis defender uma causa, sempre achei brilhante defender uma causa, defender o direito de alguém”, relembra Denise.

Hoje, depois de anos à frente de uma carreira sólida na advocacia, ela assumiu há alguns meses uma das entidades-eixo da OAB/MS (Ordem dos Advogados de Mato Grosso do Sul), que é a Caixa que presta todo tipo de assistência aos milhares de advogados no interior e na Capital. O desafio é gerir setores de saúde e projetos, tudo isso sem deixar de lado o princípio básico da entidade, que é o de ajudar esse advogado.

Em entrevista, a presidente da CAAMS analisa um pouco de sua própria trajetória e fala das atuais realizações da Caixa, que em pouco tempo deu um salto em direção à sua modernização e divulgação de suas ações, para que mais advogados se tornem parceiros. Confira na íntegra.

Como você se interessou pela carreira de advogada? Começou cedo, foi influenciada pela família? Como foi?

Denise Tiosso Sabino – Eu nasci em Passos, no interior de São Paulo, mas eu fui criada em Presidente Prudente (SP). Aos 14 anos vim para Campo Grande e comecei a estudar aqui. Já nessa época achava bonita a carreira jurídica, mas muito jovem eu fiz vestibular para geografia, aos 16 anos. Hoje tendo filho nessa idade, percebo que a gente não tem a menor noção do que é a carreira. Aí um pouco mais tarde, já casada, já gostava muito de trabalhar e já era gerente de banco. Gostava muito do direito, já vivia aqui em Campo Grande. Só que aí na gerência do banco a gente não tem muito tempo e eu tinha o sonho de fazer a faculdade de direito. Fui transferida para Dourados, e lá o horário já era mais flexível, foi quando eu decidi prestar o vestibular.

Daí em diante, como se estabeleceu a carreira jurídica?

Denise Tiosso Sabino – Eu sempre quis advogar. Nunca tive pretensão de nenhum concurso, sempre gostei muito e admirava muito o embate jurídico. Eu sempre quis defender uma causa, sempre achei brilhante defender o direito de alguém. Eu achava que isso só podia ser mais bem feito pelo advogado em si, poder defender uma causa e aceitar uma causa. Abraçar aquela causa junto com o cliente e defendê-la. Esse era meu grande sonho. No último ano de faculdade, já estava ficando difícil porque tinha que trabalhar até sete e oito horas, já começava a atrapalhar meu horário de faculdade. Eu quis me desligar do banco, para me dedicar mesmo à faculdade. No último ano fiquei em um escritório já estagiando e terminando a faculdade. E na frente não parei mais.

A Caixa é uma entidade extremamente importante pois atua respaldando a saúde e o bem-estar do advogado sempre que necessário. Como você encara o desafio e como você se tornou presidente da CAAMS?

Denise Tiosso Sabino – Eu nunca tive pretensões políticas de fazer parte de uma entidade. Acreditava que os advogados eram bem representados. Mas com o problema que tivemos no Estado, onde a Ordem ficou muito mal vista no país todo, tivemos renúncias. A OAB sempre foi e é uma das entidades mais respeitadas desse país. O advogado que veste a camisa, que é advogado por paixão, sente na alma. A Ordem e a Caixa estavam com poucas pessoas e houve a possibilidade de melhorar. Fizemos uma reunião com advogados que nunca tiveram pretensões políticas e pensamos, vamos tentar suprir esses cargos e doar o nosso trabalho aos nossos colegas e à nossa comunidade da advocacia. Foi quando formamos a equipe da atual gestão, fomos à essa eleição atípica, eu frente à Caixa, tentando, trabalhando muito e com muita dedicação, para que a gente possa fazer a assistência que os advogados necessitam, tal qual a Caixa foi criada. Então a gente vem trabalhando, relembrando isso aos colegas, mostrando o que a Caixa tem de assistência, para o que ela serve, para que os advogados possam em caso de necessidade usar o que ele tem direito, já que ele paga a sua entidade, ele tem direito à essa assistência quando necessário. Usamos vários meios para trazer o advogado para conhecer o que temos aqui, o que ele tem a favor dele. Estamos fazendo uma gestão bem ativa, para que o advogado saiba e possa usar o que ele tem à disposição dele.

Quais são os próximos projetos que a Caixa irá fomentar e quais estão em plena atividade?

Denise Tiosso Sabino – Primeiro estamos alterando o programa de saúde, que é um grande problema que o advogado têm hoje. Desde a nossa entrada tem sido o nosso maior embate, e agora estamos prestes a fechar, neste mês, finalmente finalizaremos isso como um grande atrativo para o advogado, para os que estão no programa e para os que não estão, para eles aderirem, para que o novo advogado possa aderir ao programa. Tivemos mudanças no auxílio-maternidade, estamos fazendo para esse ano, uma maior divulgação para todo o Estado, não só para a Capital, de tudo que é feito pela Ordem e pela Caixa. Então teremos em cada subseção um sistema de TV interno que possa simultaneamente informar ao advogado tudo que está sendo realizado, tanto pela Caixa quanto pela OAB, tudo que ele pode e tem a seu favor, que ele pode utilizar, leis novas, resoluções novas, ou seja, atualizar o advogado.

Para você, faz diferença o olhar da mulher no momento de gerir grandes projetos?

Denise Tiosso Sabino – Eu acredito que nós mulheres somos mais observadoras, olhamos com mais carinho para cada detalhe, para cada necessidade do ser humano. Então a gente que é mãe, que sabe de cada necessidade, acho que isso colabora. É uma dificuldade maior porque temos a família, temos o trabalho, mas não é uma dificuldade que não possa ser superada. É um olhar mais dinâmico, com mais carinho e mais detalhe. A mulher sempre olha com mais sensibilidade, é mais detalhista.

Como fica a questão de alcançar os advogados que vivem nas cidades do interior de Mato Grosso do Sul?

Denise Tiosso Sabino – Isso é uma prioridade. Em Campo Grande temos a sede. O advogado pode vir aqui, ele tem a Farmácia, ele tem a Livraria, os e-mails que ele recebe, mas ele está mais próximo, ele passa aqui em frente, vê um comentário, uma notícia no jornal, então ele está sempre mais próximo. Nós temos nossos convênios, onde ele vai ele vê um símbolo nosso. E no interior há uma maior dificuldade, a gente tem os delegados que nos representam, mas é um número menor que nos representam, e é uma dificuldade porque essa pessoa também tem o seu trabalho, a sua família, nos ajudam, se doam à caixa assim como nós para um trabalho voluntário, e a gente sabe que falta uma maior divulgação. Essa é uma bandeira muito forte para nós, chegarmos a todos os advogados no Estado, para que ele saiba tudo que ele tem aqui, que ele pode contar com a Caixa, pode contar com a OAB, ver a necessidade de cada um. Sempre que a gente faz reuniões com os líderes de vários estados e subseções a gente frisa isso, mas a gente espera ainda durante este ano ir a cada uma das subseções, se reunir com os advogados para passar essa informação, para que ele saiba e tenha a gente aqui um parceiro. Queremos chegar a todos os advogados do Estado.

Como é o relacionamento da Caixa com a OAB?

Denise Tiosso Sabino – Nós temos uma relação muito boa com a OAB, temos a relação de uma entidade só, Caixa, OAB à disposição e à trabalho do advogado. Estamos sempre juntos nos unindo em prol do advogado, sempre vendo o que esse profissional precisa, tanto em termos assistenciais à caixa, em termos de trabalho, à OAB, quando é necessário, precisamos atender. Neste ano, algumas subseções irão iniciar construções novas, vão ter sede própria, teremos isso aprovado, outras terão reformas em seus prédios para dar mais conforto ao trabalho e é uma parceria, uma grande parceria. Nessa gestão, a parceria Caixa-OAB funciona.

Você também é empresária. Como concilia tudo?

Denise Tiosso Sabino – Eu faço três turnos, e é muito complicado, muito difícil. Eu trabalho de manhã, de tarde e de noite. A gente tem que cumprir os nossos cronogramas, as nossas solenidades, reuniões, audiências e ainda como empresária. Mas, ao partir do momento que assumimos uma responsabilidade ao sermos eleitos, nós temos uma obrigação para com o colega e fazemos isso com o maio prazer. Algumas horas a menos de sono, alguns finais de semana trabalhando, mas foi uma dedicação, uma escolha que fazemos e que vamos até o fim.

Como a Caixa espera trazer o novo advogado para dentro da entidade?

Denise Tiosso Sabino – A Caixa hoje presta serviços odontológicos que podem ser utilizados. Estamos entrando agora com o programa de saúde com um preço muito bom para o jovem advogado então ele vai poder ser incluso no nosso programa de saúde com um preço acessível, que não estava acontecendo, então já é uma maneira de trazer. Nós temos um programa Anuidade Zero, que todo advogado que utilizar esse programa nos nossos convênios, vai tendo descontos e ele pode zerar essa anuidade. Nos últimos anos, vários colegas não pagaram anuidade então o que a gente quer, a gente quer que o jovem e novo advogado conheça esses programas pois sempre que estamos iniciando é difícil, pagar uma anuidade para o jovem advogado não é fácil, porque ele precisa se manter, manter o escritório. Então nós queremos que ele conheça esses programas, temos a anuidade zero em combustível, roupas, para que além de ele tenha facilidades na hora de comprar ele tenha esse desconto na anuidade. E ainda assim, tem os programas de saúde, odontológico, auxílios. Para o advogado entender que ele pode virar um parceiro da Caixa.

Confira também

Veículos com placa final 0 tem até dia 31 de outubro para quitar licenciamento

Outubro é o ultimo mês do calendário de licenciamento para o exercício 2021. Os proprietários de …