Presidentes de federações visitam Centro de Desenvolvimento do Handebol

Os participantes da Assembleia Geral da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) de 2015 visitaram as instalações do Centro Nacional de Desenvolvimento da modalidade, construído em São Bernardo do Campo, no interior de São Paulo. Os integrantes de vários departamentos da entidade e os presidentes das federações estaduais conheceram, neste sábado (21), todas as instalações, que têm previsão de entrega no próximo mês de abril. O espaço será um marco para a modalidade, que tem conseguido resultados cada vez mais expressivos.

A estrutura esportiva custará R$ 13.045.000,00. O Ministério do Esporte repassou R$ 12 milhões, com a contrapartida de mais de R$ 1 milhão da prefeitura de São Bernardo. O local, com infraestrutura de primeiro mundo, será de extrema importância na preparação das seleções adultas para os Jogos Olímpicos e para as categorias de base.

O complexo conta com quadras, refeitório, alojamento, salas de fisioterapia, nutrição, psicologia, academia e outros ambientes, pensados especificamente para o desenvolvimento não só das equipes adultas, mas também das categorias de base. “Aqui será possível alojar 143 pessoas de uma só vez e treinar quatro seleções simultaneamente. Será um marco para o handebol brasileiro. Realmente, é um sonho sendo realizado”, disse emocionado o presidente da CBHb, Manoel Luiz Oliveira.

O secretário de esportes de São Bernardo, José Alexandre Pena Devesa destacou a grande infraestrutura. “Além das áreas específicas para o handebol, temos aqui no complexo – que conta ainda com os centros de treinamento da ginástica artística e do atletismo – também um anfiteatro com capacidade para mais de 400 pessoas. O handebol brasileiro já tem conseguido bons resultados e esse centro vem para contribuir com isso”, acrescentou.

Todos os presidentes das federações estaduais ficaram empolgados ao conhecer a estrutura e a nova casa do handebol brasileiro. Para Fabiano Lima Cavalcante, da Federação do Estado do Ceará, a chegada do centro irá contribuir muito com o desenvolvimento da modalidade. “O centro irá dar condições ainda melhores, não só para a Seleção Olímpica, mas também para o processo de base, que na visão das federações é muito importante. Será a casa da Confederação, que não irá depender mais das prefeituras e dos Estados para fazer seus eventos e treinamentos”, encerrou.

Confira também

Palmeiras e Flamengo decidem hoje Libertadores

Chegou o dia. Palmeiras e Flamengo decidem na tarde deste sábado quem será tricampeão da …