Prefeitura de Campo Grande licita corredor Sudoeste com investimento de R$ 26,6 milhões

Nas próximas duas semanas, a Prefeitura vai licitar os quatro lotes do Corredor Sudoeste do transporte coletivo, primeira obra do PAC de Mobilidade Urbana orçada em R$ 26,6 milhões. Com exceção da Avenida Afonso Pena, em todo o corredor haverá pistas exclusivas para os ônibus, delimitada por tachões, abrangendo o percurso de 21,16 km entre o Terminal Aero Rancho, na avenida Marechal Deodoro ao Shopping Campo Grande, passando pelo transbordo Bandeirantes. Só não haverá recapeamento na Afonso Pena, que teve o pavimento recuperado há dois anos pelo Governo do Estado.

Nesta terça-feira (17), foi publicado o primeiro o edital do primeiro trecho do Corredor Sudoeste , com prazo de entrega das propostas até 1º de abril. Este primeiro trecho cobre uma extensão de 600 metros da rua Guia Lopes da Laguna, entre a avenida Afonso Pena e a rua Brilhante. A obra tem um custo estimado de R$ 807.227,50, computando além do recapeamento, abrigos de ônibus, sistema semafórico com controlador e regulador de velocidade.

O segundo lote de 2,3 km, com custo estimado em R$ 4.262.756,76 milhões, compreende o trecho da rua Brilhante entre a Guia Lopes e o Terminal Bandeirantes. A etapa seguinte é o da avenida Marechal Deodoro, 3,5 km do Terminal Aero Rancho até o Terminal Bandeirantes, que deve custar R$ 8.651.708,46. O corredor no trecho da Afonso Pena está orçado em R$ 3.163.287,91, abrangendo basicamente estações de embarque e desembarque, sinalização semafórico com sincronismo e controlador de velocidade.

O projeto de Mobilidade Urbana tem um curso total de R$ 116 milhões, abrangendo a criação de três corredores do transporte coletivo (Sudoeste, Sul e Norte) numa extensão de 61,1 km, cobrindo uma malha de integração dos terminais Morenão, Bandeirantes, Aero Rancho, General Osório e Nova Bahia. Todo este trajeto será recapeado, incluindo avenidas como Assaf Trad, Gury Marques.

Serão construídos quatro novos terminais (Parati, São Francisco, Cafezais e Tiradentes), ampliado o Terminal Morenão, além da construção de um viaduto na rotatória da avenida Interlagos com Gury Marques, orçado em R$ 27,8 milhões; instalação de 500 abrigos (ao custo de R$ 3,2 milhões).

Agilidade

Os corredores do transporte coletivo vão garantir maior agilidade no transporte, com aumento da velocidade média dos ônibus em 36%, passando de 22 km/h para 30km/h. Serão usados ônibus do modelo o BRT (Bus Rapid Transit).

Com 21,7 quilômetros, o corredor exclusivo Sudoeste terá início no Terminal Aero Rancho, seguindo pela avenida Marechal Deodoro. Continuará pela avenida Bandeirantes, entra na Afonso Pena e segue até o Shopping Campo Grande, onde retorna pela outra pista, seguindo até em frente do Circular Militar, na rua Guia Lopes. De lá, passará pela rua Brilhante até atingir o Terminal Bandeirante e o Aero Rancho (pela avenida Marechal Deodoro).

Confira também

Ministério da Saúde libera R$ 17,9 milhões para MS

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 17.952.000,00 a unidades de saúde de …