ONG cria secretarias para auxiliar microempresas e pessoas com câncer

A Feumams (Federação Estadual das Uniões de Associações de Moradores de Mato Grosso do Sul), que é uma Ong (Organização Não Governamental), anunciou hoje (10/3) a criação de duas novas secretarias e empossou seus titulares no plenarinho Nelito Câmara. Fomentar o desenvolvimento de pequenos e micro empresários e oferecer suporte a pacientes de oncologia são os principais objetivos dos novos setores.

De acordo com o presidente da Feumams, Amarildo Garcia Nantes, a necessidade de criar as secretarias surgiu diante da ausência do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) na periferia das cidades e também na iminência de fechamento do setor de oncologia da Santa Casa. “Serão um braço de nossa Ong e vamos auxiliá-los a andar com seus próprios pés conquistando seus direitos”, disse.

A Secretaria de Fomento dos Pequenos e Micro Empresários da Feumams será presidida por Raimundo Teixeira de Matos. Segundo ele, o principal objetivo é a geração de emprego e renda nas periferias. “Queremos descentralizar o desenvolvimento econômico que hoje se restringe ao centro das cidades. Vamos fomentar a pequena empresa dos bairros e atrair investimento para a região”, salientou.

Como titular da Secretaria de Defesa dos Direitos dos Pacientes de Saúde Oncológica, foi empossado Gilberto Luiz Martinovski. Ele tem como objetivo lutar pela melhoria no atendimento dispensado pela Santa Casa aos cerca de 600 pacientes que hoje realizam tratamento contra o câncer e aumentar o acesso ao serviço. “Chegamos a ser abandonados diante da possibilidade de fechamento do setor, mas conseguimos reverter”, ressaltou.

O secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, esteve na Assembleia Legislativa representando o prefeito da Capital e ressaltou que a “união faz a força”. “Com a criação dessas secretarias as comunidades terão mais força e direcionamento para reivindicar seus direitos”, disse. Também participaram da solenidade de posse os deputados Antonieta Amorim e Marquinhos Trad, os dois do PMDB.

Confira também

“Ameaça” de Arroyo ajudou PF em investigação

Mais de seis anos depois da indicação e confirmação de Osmar Jeronymo como conselheiro do …