Moka propõe e Senado debaterá movimento dos caminhoneiros

A paralisação dos caminhoneiros em todo o país será debatida pelos senadores na próxima semana. A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou nesta quarta-feira (4) requerimento do senador Waldemir Moka (PMDB-MS) que propõe a realização de audiência pública para discutir as causas e as consequências do movimento.

De acordo com Moka, cujo requerimento teve também as assinaturas dos senadores Blairo Maggi (PR-MT) e Ronaldo Caiado (DEM-GO), o alto custo do diesel e de outros derivados do petróleo encareceu ainda mais o frete no país.

O senador diz que a “gota d’água” para o setor foram os últimos aumentos no preço dos combustíveis. “Aliado a esse fator, os motoristas enfrentam o alto custo do pedágio e a falta de infraestrutura de transporte, com estradas precárias e filas nos portos”, argumentou.

O objetivo da audiência pública é colocar, na mesma mesa, representantes do governo, dos caminhoneiros e senadores. “É importante que se busque uma alternativa para melhorar a renda do transportador”, pondera Moka.

Presidente eleita da CRA, a senadora Ana Amélia (PP-RS) defende o retorno dos ciclos de debates, com reuniões em vários Estados, sobre temas de interesses nacionais. “O que está certo é que a primeira tarefa da comissão neste ano é discutir a questão dos caminhoneiros”, afirmou a senadora.

Confira também

Câmara de Jardim aprova por unanimidade aumento de repasse para UTIs do Hospital Marechal Rondon

Em sessão extraordinária presidida pelo vereador Glaucio Cabreira (PSDB), realizada na manhã desta quinta-feira (17), …