Marun defende diminuição de Ministérios e é contra PMDB ocupar alguma pasta

O deputado federal Carlos Marun (PMDB/MS) defendeu nesta terça-feira (17), via rede social, a diminuição do número de Ministérios que compõem o Governo Federal.

Marun publicou foto do Jornal Folha de São Paulo de hoje que traz matéria intitulada: “Presidente prepara reforma ministerial para atrair PMDB”.

A matéria afirma que acuada pela crise política e pelos protestos de rua, a presidente Dilma Rousseff prepara uma reforma ministerial antes mesmo de completar três meses do seu segundo mandato a frente do Palácio do Planalto.

Aconselhada pelo ex-presidente Lula, com quem ela deve se reunir nesta terça, a “mexida” em áreas específicas do primeiro escalão terá como principal objetivo dar mais espaço ao PMDB e garantir o apoio do partido às medidas do ajuste fiscal (sic).

O parlamentar sul-mato-grossense disse que o partido deve estar aberto a discussão sobre essas medidas, no entanto, classificou como suicídio político assumir uma pasta ministerial. “Se em meio a esta crise o PMDB aceitar mais um Ministério estará cometendo suicídio político”, pontuou. Marun afirmou veementemente que é contra.

Além de ser contra o PMDB assumir qualquer Ministério neste momento, o deputado federal Carlos Marun defende a redução para 20 pastas. “Penso que é chegada a hora de o Brasil diminuir o número de Ministérios. Eu defendo no máximo 20, com consequente redução no número de Ministérios do PMDB. É isto que vou propor à Bancada em reunião que vai ser realizada na quinta-feira (19), sobre o atual momento político”, finalizou.

Confira também

Simone é a primeira mulher a concorrer à presidência do Senado

O MDB confirmou a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à presidência do Senado nesta terça-feira (12). A eleição …