Fórum de Executivos da Fiems e Sebrae integra ações de gestão

Durante a abertura do 1º Fórum de Executivos do Sistema Fiems e Sebrae, que começou nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até esta terça-feira (24/03), no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande (MS), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou que cada vez mais a integração do Sistema “S” é necessária para avançar em ações, apresentar projetos e debater assuntos de interesse da indústria para dar condições de construir propostas para atender aos empresários.

“Entendemos que é preciso fazer a diferença e ter eficiência de atender os empresários que hoje estão insatisfeitos com impostos e a contribuição e, demonstrar claramente um trabalho maia eficiente e que gere oportunidades. Esse é o nosso desafio”, afirmou Sérgio Longen. Já o diretor de gestão estratégica do Sistema Fiems, Rodrigo Benavides, apresentou as diretrizes e metas para 2015.

“Dentre as referências para compor as estratégias temos a representatividade e defesa de interesses da indústria, bem como a modernização da gestão e otimização dos recursos, além do fortalecimento e expansão da base sindical, comunicação integrada, ampliação de atendimento e oferta de prestação de serviços, intensificando as ações sistêmicas”, pontuou Rodrigo Benavides.

A coordenadora da Unidade de Controle Interno da Fiems, Silvia Vaz Dias Gonda, fez uma apresentação da unidade e falou dos procedimentos e instrumentos de controle. “A monitoria de processos tem como finalidade atender a legislação”, pontuou. Já o diretor da área compartilhada do Sistema Fiems, Anatole Etges, abordou os fluxos e procedimentos de compras de bens e serviços do Sistema. “Nós focamos nos contratos locais, prestação de serviços, material de curso e alimentos”, afirmou.

Para o gerente do Senai de Campo Grande, Marcos Costa, discutir ações comuns é importante para buscar a sinergia entre as entidades. “Dessa forma, diminuímos custos e temos uma gestão mais eficiente, através de ações comuns e alinhamento estratégico, o que facilita atingir objetivos, atuando em conjunto”, disse.

Já o gerente do Sesi de Dourados, Guilherme Duarte Jafar, a integração permite, principalmente, a possibilidade de atuar junto ao Sebrae e alcançar as micro e pequenas empresas. “Além disso, também é um encontro com os colegas e uma troca de informações”, pontuou.

O gerente da UCE do Sebrae, Rodrigo Maia, afirmou que o encontro demonstra que as entidades têm buscado uma atuação de forma integrada. “Esse esforço de integração não se limita apenas ao atendimento ao cliente, como também na realização de projetos, produtos e serviços, evitando uma sobreposição de atividades e melhores resultados”, comentou.

Confira também

CGE determina retorno presencial de servidores

A CGE-MS (Controladoria-Geral do Estado) determina o retorno ao trabalho presencial dos servidores, devido ao …