CPI da Petrobras aprova convocação do tesoureiro do PT e do presidente do BNDES

A CPI da Petrobras aprovou nesta terça-feira (24) a convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, para prestar esclarecimentos sobre as acusações de participação, como agente do PT, no esquema de corrupção na estatal petroleira. Diversos deputados apresentaram o pedido de convocação do petista, aprovado por unanimidade. O líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), é autor de uma das proposições. Também foi acatada a convocação do presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Petista virou réu – Junto com outras 26 pessoas, Vaccari se tornou réu sob a acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha na segunda-feira (23), após a Justiça Federal aceitar denuncia do Ministério Público Federal (MPF). Segundo relatado por integrantes da facção criminosa que atuava na Petrobras, ele seria, no PT, o receptor dos recursos ilegais desviados da empresa.

Em depoimento à CPI, o ex-diretor da estatal Pedro Barusco reafirmou a participação de Vaccari no esquema. Ainda ontem, o líder tucano afirmou que considera um contrassenso a manutenção de Vaccari nos quadros do PT num momento em que a presidente Dilma apresenta um pacote “contra a corrupção”.

Titular da CPI, o deputado Otavio Leite (RJ) afirma que a comissão tem material sólido contra o tesoureiro petista. “Ele era a ponta de lança do PT no esquema mafioso. Era quem ajustava os tais 3% dos contratos de obras e depois organizava o roteiro que o dinheiro teria. É um personagem chave. Vamos demonstrar com todas as provas o vínculo do PT e do governo Lula com a corrupção na Petrobras”, alertou.

Confira também

Câmara de Jardim aprova por unanimidade aumento de repasse para UTIs do Hospital Marechal Rondon

Em sessão extraordinária presidida pelo vereador Glaucio Cabreira (PSDB), realizada na manhã desta quinta-feira (17), …