Coreia do Norte sobe tom de ameaças à Coreia do Sul e aos EUA

Pyongyang, a capital norte-coreana, elevou hoje (4) o tom das ameaças à Coreia do Sul e aos Estados Unidos, prometendo infligir-lhes “castigo sem piedade”, dias depois de responder com ensaios de mísseis às manobras dos aliados em território sul-coreano.

“Os militares e cidadãos da República Popular Democrática da Coreia castigarão de forma contundente os agressores imperialistas dos Estados Unidos com os mais duros contra-ataques, sem piedade”, afirmou o líder do regime, Kim Jong-un, em comunicado divulgado pela agência estatal KCNA.

O Exército Popular da Coreia do Norte, um dos maiores do mundo, com mais de 1 milhão de integrantes, “pôs em alerta todas as suas unidades de ataque em terra, no mar e ar” diante das manobras militares que a Coreia do Sul e os Estados Unidos fazem no território sul-coreano desde segunda-feira (2), acrescenta o comunicado.

Os exercícios militares incluem simulações de resposta a um eventual ataque norte-coreano e exercícios terrestres, marítimos e aéreos.

A Coreia do Norte condenou as manobras, considerando-as “um ensaio de invasão” de seu país e, como primeira resposta, fez um ensaio de mísseis de curto alcance.

Confira também

Moscou adotará novas medidas de lockdown

Moscou, capital da Rússia, voltará a adotar medidas de lockdown a partir do dia 28 de outubro …